INSCRIÇÃO: 00178
 
CATEGORIA: JO
 
MODALIDADE: JO04
 
TÍTULO: Revista Ponto Livre
 
AUTORES: Danielle Errobidarte Matos (Danielle); Felipe Quintino Monteiro Lima (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); Raquel Eschiletti Pereira de Oliveira (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); Rúbia Pedra Recaldes (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); Marco Antônio da Cruz Fernandes (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); Marco Antônio da Cruz Fernandes (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); Gabrielle Tavares Rodrigues (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); José Victor Marçal Câmara (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); Marcos Roberto dos Santos Saucedo (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); Mariana Moreira Azambuja Batista (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); Jéssica Paula Silva Lima (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul); Guilherme dos Santos Correia (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)
 
PALAVRAS-CHAVE: , , , ,
 
RESUMO
A revista laboratório "Ponto Livre" é produto da disciplina de jornalismo de revista do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Desenvolvida no quinto semestre, ela é resultado da produção, edição e diagramação de textos jornalísticos nos formatos de crônica, grande reportagem, charge, perfil, opinião e fotojornalismo. Toda a revista foi pensada pelos alunos, levando em consideração suas particularidades para escrita e gostos dentro da comunicação, situação que inspirou o nome da revista: Ponto Livre. Pontos de vista diversos, produção livre de amarras institucionais e liberdade editorial para escolha das pautas formam o tripé do produto final e acompanharam os repórteres, editores e diagramadores desde a idealização do produto até a diagramação final. A primeira edição da Ponto foi feita a 31 mãos no segundo semestre letivo de 2018, período onde o discurso democrático estava em ascensão no Brasil, motivado pelas eleições presidenciais em outubro do mesmo ano. A fim de debater as funções sociais do Jornalismo contemporâneo na incorporação de ideias de liberdade de expressão como direito fundamental aos cidadãos, garantida pelo artigo 5º da Constituição Federal de 1988, o primeiro volume apresenta parte de seus textos jornalísticos voltados ao tema "Direitos Humanos", sendo de responsabilidade dos alunos produzirem os volumes subsequentes a continuação desta editoria ou subtração dela. Assim como outros veículos laboratórios do cursos de Jornalismo da UFMS – o jornal laboratório impresso "Projétil", a rádio laboratório "Rádio Corredor" e o ciberjornal "Primeira Notícia – fazia-se necessário a incorporação de um veículo dentro dos modelos de revista laboratório para complementação do estudado em sala de aula. Além do desenvolvimento textual e organização editorial e de funções da Ponto, também foi pensado um projeto gráfico permanente, com o pioneirismo da edição 1 e volume 1 "70 anos da Declaração Universal dos Diretos Humanos". Produziu-se uma identidade visual para a revista, priorizando elementos gráficos em detrimento de fotos.
 
INTRODUÇÃO
Para produção da revista, fez-se necessário a incorporação nas aulas de pesquisas e análises de materiais semelhantes já produzidos. A atividade inicial foi a introdução ao ambiente de jornalismo de revista, com a exposição de seu histórico no Brasil e no mundo, as singularidades do jornalismo literário, narração, descrição e observação. Também procurou-se estudar os elementos de uma revista laboratório. Um seminário com revistas de diversos gêneros foi apresentado pela turma. Questões como posição editorial, diagramação, tipos de texto e história da revista foram colocados em observação para servirem de referência para a Ponto.
 
OBJETIVO
Os trinta e um alunos foram divididos em quatro funções: editoria executiva, editores, arte e diagramação, e repórteres. Apesar da delimitação de “cargos”, não existia entre eles uma estrutura hierárquica de produção. Na primeira edição da Ponto Livre, as editorias escolhidas pelos alunos, de acordo com os temas das pautas, foram cidades, cultura, direitos humanos, política, economia, esportes, perfil, ensaio fotográfico e crônica. A diretoria executiva ficou responsável pelo planejamento de prazos da revista, além da estruturação administrativa e da pesquisa de orçamento para publicação. Para garantir a interação equipe-revista e leitores-equipe, criaram um e-mail para envio de sugestões de leitores e acompanhamento interno do processo de produção por todos os alunos. Os editores ficaram responsáveis pela edição e revisão das reportagens, funções gerenciais e controle de qualidade dos textos, discussões das decisões editoriais e, principalmente, cumprimento dos prazos. Os repórteres, organizados em grupos de dois ou três alunos, desenvolveram a pauta, fizeram a apuração e escrita dos textos e tinham um importante papel no dimensionamento das fontes e pesquisas sobre os temas escolhidos por eles. Também eram responsáveis pela produção das fotos de suas matérias. A equipe de arte e diagramação estruturou o projeto gráfico, elaborou materiais como infográficos e artes, apresentou o projeto para a turma e executou o fechamento da revista para envio à gráfica. Na estruturação do projeto gráfico, a equipe contou com a supervisão da professora de design gráfico Rafaella Peres. Após isso, a turma escolheu o nome da revista em uma votação com 15 sugestões dadas pelos próprios alunos (Corredor Central, Contraste, Paraquedas, Consonâncias, Oposição, Dimensão, Cascavel, Morena, Ponto Livre, Ciclos, Identidade, Vozes, Pasquim, Clarão, Projeção, Prosa, Palavras, Saber, Comunica, Sem censura, Pioneira e Vanguarda). Na primeira reunião de pauta foi feita a discussão das propostas de texto, escolha de gêneros jornalísticos e utilização de fotos, ilustração ou infográficos em cada matéria. No encontro seguinte, a equipe de diagramação apresentou uma prévia do projeto gráfico, e então, outras ideias para elaboração do corpo da revista surgiram, sendo necessárias modificações em seu interior. Ao longo das três semanas seguintes foram feitas atividades de apuração, pesquisa e escrita dos textos, além da produção das fotos. E então, após a revisão dos textos pelos editores e finalização dos elementos gráficos, a revista foi apresentada para turma.
 
JUSTIFICATIVA
 
MÉTODOS E TÉCNICAS UTILIZADOS
 
DESCRIÇÃO DO PRODUTO OU PROCESSO
 
CONSIDERAÇÕES
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁICAS