INSCRIÇÃO: 00919
 
CATEGORIA: RP
 
MODALIDADE: RP07
 
TÍTULO: RP em Pauta: integração, valorização e aprendizado
 
AUTORES: Liliane Fraga da Silva (Centro Universitário Ritter dos Reis); Manuella Noschang Lopes da Silva (Centro Universitário Ritter dos Reis); Marcelo de Barros Tavares (Centro Universitário Ritter dos Reis)
 
PALAVRAS-CHAVE: Relações Públicas, Comunicação Institucional, Jornalismo Empresarial, ,
 
RESUMO
O RP em Pauta é um jornal interno produzido por acadêmicas de Relações Públicas do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) durante o segundo semestre de 2016, para alunos do mesmo curso e instituição. Tem como objetivo promover através da informação, considerada matéria-prima das Relações Públicas por Simões (1995), a integração simultaneamente com a valorização do público leitor e o enriquecimento do aprendizado de seus produtores. Este paper visa demostrar as motivações e o passo a passo de sua produção que tem como métodos a utilização de técnicas jornalísticas.
 
INTRODUÇÃO
O Jornal RP em Pauta é uma produção do curso de Relações Públicas da Faculdade de Comunicação Social do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter), voltado para os alunos do curso em questão. Foi produzido pela primeira vez durante a disciplina de Assessoria de Comunicação, ministrada pelo professor Marcelo Tavares no segundo semestre de 2016. Dentre os objetivos da disciplina está o de desenvolver nos estudantes habilidades e competências para a atuação na área de assessoria de comunicação. Isto demandou aos alunos, entre outras práticas, a produção de um house organ, considerado como um produto institucional impresso. Este produto era voltado aos estudantes de algum dos cursos oferecidos pela instituição, sendo de livre escolha dos acadêmicos da disciplina. O grupo produtor do RP em Pauta, formado por acadêmicas de Relações Públicas da instituição do 4º e 6º semestre, optou pela elaboração de um jornal interno para o curso de Relações Públicas. A escolha se deu devido ao vínculo que as estudantes já possuem com o curso, bem como o conhecimento da necessidade do mesmo de um produto de divulgação integrador de suas atividades, visto essa necessidade como oportunidade de inserção do jornal no público objetivado. O RP em Pauta é acima de tudo, uma oportunidade de aprendizado para seus produtores, que no seu exercício desenvolvem capacidade de absorção e representação da realidade dos acontecimentos de maneira atrativa aos olhos do público destinado, além de proporcionar ao público leitor a valorização de seus trabalhos acadêmicos e incentivo a sua continuidade, é também um promotor de integração do curso, feito de aluno para aluno.
 
OBJETIVO
O objetivo geral do RP em Pauta é informar os graduandos do curso de Relações Públicas do UniRitter sobre os acontecimentos internos relacionados ao mesmo, sendo considerado os trabalhos, projetos e ações desenvolvidos pelos acadêmicos de Relações Públicas da instituição, bem como os eventos e oportunidades proporcionados pelo curso aos estudantes durante o semestre anterior a sua publicação, sendo que são selecionados os de maiores destaque e com maior valor institucional para o curso de comunicação do Centro Universitário. Como objetivos específicos, apresenta primeiramente a intenção de integração entre os alunos do curso, através do incentivo ao relacionamento entre os mesmos desde a concepção do jornal até sua publicação e difusão, vistos na busca de informações sobre os acontecimentos pelos produtores, e na disseminação da publicação com a intenção de propiciar discussão sobre entre o público leitor. Segundamente objetiva a valorização dos trabalhos, projetos e ações desenvolvidos pelos acadêmicos durante o curso através da divulgação destes, proporcionando reconhecimento aos estudantes, considerado importante para o incentivo e formação do profissional. Em terceira instância, almeja o enriquecimento ao aprendizado dos produtores do RP em Pauta, considerando ser o jornal interno, bem como o jornalismo empresarial, uma importante ferramenta de relacionamento e de construção de identidade de organizações, corriqueiro as atividades do profissional de Relações Públicas.
 
JUSTIFICATIVA
O processo de comunicação é fundamentado pela mensagem, e nela temos a dimensão da informação como um ativo preponderante. Afinal “[...] a informação é necessária para existência de qualquer organização, seja qual for sua natureza [...]” (SIMÕES,1995, p. 155). Entende-se também que a mesma é a essência da comunicação e instrumento de relacionamento. Devido a isso é que se foi escolhido o jornal impresso, símbolo da informação, como produto institucional promotor de integração, pois: Em termos de organizações humanas, pode-se verificar isso, na prática, quando se fala em integração. Ora, como as Relações Públicas visam integrar interna e externamente a organização, parece óbvio, a esse ponto, que isso somente se operacionaliza através da informação e do processo de comunicação (SIMÕES, 1995, p.155). O RP em Pauta tem em sua essência, como abordado na citação acima, a integração através da informação, a geração de vínculo entre produtores e leitores, bem como a valorização do público ao qual ele se destina e ainda o enriquecimento do aprendizado dos alunos produtores, pois “[...] a informação é a matéria-prima da atividade de Relações Públicas [...]” (SIMÕES, 1995, p. 157). Logo, entende-se que para comunicar é preciso ter um produto, algo a comunicar, ou seja, a informação. Ao se estabelecer a comunicação institucional, é necessário ter uma informação de interesse do público com que quer se relacionar, para então se estabelecer um vínculo. Portanto, nota-se a importância da informação no relacionamento com os públicos. Para se relacionar com o público pretendido, é necessário em primeira instância ter o que informar, e que essa informação seja de interesse do público a ser alcançado.
 
MÉTODOS E TÉCNICAS UTILIZADOS
Reconhecendo a necessidade de um produto de comunicação institucional exclusivo do curso de Relações Públicas do UniRitter, o RP em Pauta foi desenvolvido como um produto de jornalismo empresarial, do tipo jornal interno impresso, destinado exclusivamente ao curso e voltado para seus alunos. Para a produção do RP em Pauta foi necessário em primeiro momento o planejamento de pautas. De acordo Lage (2011) a palavra pauta pode ser aplicada em duas partes diversas, sendo uma relacionada à elaboração da edição, em que são definidos os assuntos a ser abordados e noticiados, ou seja, o tema da edição, e a outra relacionada ao fato a ser abordado e noticiado, cada matéria da edição definidas a partir do tema. O RP em Pauta fez uso destas duas aplicações, na primeira fase do planejamento foi delimitado a pauta/tema da edição e em seguida feito uma segmentação dos fatos relacionados ao tema, selecionando os de maior destaque e interesse do público leitor e maior valor institucional para o curso de Relações Públicas do UniRitter. Após definição das pautas, foi iniciado o principal e mais importante método utilizado, o processo de busca de informação, para após iniciar a produção dos conteúdos. Nesse momento, as estudantes responsáveis pela elaboração das pautas da edição assumem o papel de repórter. Lage (2011) descreve esse momento como: O processamento mental da informação pelo repórter inclui a percepção do que é dito ou do que acontece, a sua inserção em um contexto (o social e, além desse, toda informação guardada na memória) e a produção de nova mensagem, que será levada ao público a partir de uma estimativa sobre o tipo de informação de que esse público precisa ou qual quer receber (LAGE, 2011, p. 22 e 23). É nesta parte em que o estudante como repórter, absorve os acontecimentos para relatar os mesmos de maneira atrativa ao público leitor. Em paralelo com a busca de informação, fez-se a busca por imagens/fotos a estarem em conjunto às matérias no jornal. Optou-se por utilizar em todas as pautas somente imagens do real, capturadas durante os acontecimentos e/ou produzidas durante a fase de buscas, sempre respeitando a representação da realidade, acreditando que assim, a assimilação do conteúdo por parte do leitor é facilitada, além de estar atingindo um dos objetivos do RP em Pauta que é a valorização dos estudantes/público leitor. Foram selecionadas fontes que tiveram maior participação e relevância nos eventos pautados, estando essas em poder do maior peso de informações. Acredita-se que: poucas matérias jornalísticas originam-se integralmente da observação direta. A maioria contém informações fornecidas por instituições ou personagens que testemunham ou participam de eventos de interesse público. São o que se chama de fontes. (LAGE, 2011, p. 49). Portanto, com objetivo de fortalecer e gerar mais credibilidade para o público leitor, foi aplicada a técnica de utilização de fontes através de entrevistas. Após a coleta de informações, iniciou-se o processo de produção de conteúdo. Nesta fase, para cada matéria foi selecionado os fatos mais relevantes das pautas, a partir dos acontecimentos e das entrevistas realizadas. Desta forma, “[...] a notícia ganhou sua forma moderna, copiando o relato oral dos fatos singulares, que, desde sempre, baseou-se, não na narrativa em sequência temporal, mas na valorização do aspecto mais importante de um evento [...]” (LAGE, 2011, p. 18). Em cada pauta foi estabelecido um valor-notícia que pudesse instigar o interesse do leitor, para (TRAQUINA, 2013, p. 91) “os valores-notícias são um elemento básico da cultura jornalística que os membros desta comunidade interpretativa partilham. Servem de “óculos” para ver o mundo e para construir.” Neste processo a adaptação das matérias aos interesses dos leitores torna-se facilitada e vantajosa no RP em Pauta, a medida em que o mesmo é produzido por alunos para alunos de mesmo curso e instituição, pois, como afirma (LAGE, 2011, p. 25) novamente, “quanto à inadaptação aos interesses dos leitores, o problema surge, em geral, quando o jornalista trabalha em veículos destinados a grupos de pessoas muito diferentes dele mesmo”.
 
DESCRIÇÃO DO PRODUTO OU PROCESSO
O RP em Pauta foi produzido em maior parte durante as aulas da disciplina de Assessoria de Comunicação no segundo semestre de 2016 e nas dimensões do UniRitter. O jornal impresso possui oito páginas no tamanho A4. Sua primeira edição tem como tema abordar os acontecimentos internos influentes no curso de Relações Públicas do Centro Universitário Ritter dos Reis. Sendo: trabalhos acadêmicos, ações e projetos desenvolvidos pelos alunos do curso durante o semestre 2016/2. E os eventos e oportunidades oferecidos pela instituição aos estudantes de Relações Públicas durante mesmo período. O RP em Pauta edição nº1 está divido em seis matérias citadas a seguir: • Momento RP 2016 tem posse do Conselho Consultivo. (Pauta aborda os principais fatos do evento e a experiência dos alunos na sua realização). • Alunos de Relações Públicas Digitais produzem site para FACS. (Pauta aborda o desenvolvimento do primeiro site da Faculdade de Comunicação Social do UniRitter produzido pelos alunos de Relações Públicas, os objetivos do portal e os desafios enfrentados pelos estudantes na construção). • Diário de viagem Chile. (Pauta aborda a experiência de aluna de Relações Públicas em viagem acadêmica ao Chile). • Semana Acadêmica da Comunicação promove integração. (Pauta aborda principais fatos do evento que trouxe palestras de profissionais reconhecidos no mercado, com relato de experiência de aluno organizador). • Relações Públicas, terceiro setor e multidisciplinaridade. (Aborda a participação de alunos de Relações Públicas em projeto de terceiro setor). • Job Date: preparação de alunos para o mercado de trabalho. (Aborda evento realizado pela instituição destinado a preparação dos alunos de comunicação para o mercado de trabalho). O jornal ainda conta com anúncios institucionais, encontrados na capa e contracapa. Os espaços cedidos foram dedicados a anúncios da instituição (capa) e de projetos do curso de Relações Públicas (contracapa). No layout do jornal foi estabelecido como cor padrão o vermelho oficial do logotipo do UniRitter, com o objetivo de manter uma identidade visual de identificação com a instituição. Na tipografia, foi usada somente uma fonte em todo jornal, variando entre títulos e textos apenas o tamanho e o estilo. Nos demais detalhes da diagramação buscou-se estabelecer uma identidade moderna sem perder a formalidade característica do jornal, objetivando unicidade e clareza na leitura. Para cada matéria foi definido o uso de no mínimo uma imagem e no máximo duas. As fotos selecionadas visam facilitar a assimilação do leitor e enriquecer as informações.
 
CONSIDERAÇÕES
Considerando que o jornalismo empresarial é um importante instrumento de formação de imagem institucional das organizações, e que a integração da área de Relações Públicas com a área jornalística é extremamente agregadora, tanto para a organização quanto para os profissionais envolvidos, o RP em Pauta ao fazer uso desse relacionamento e instrumento atingiu seus objetivos de integração, valorização e aprendizado supracitados. Entende-se que para área de Relações públicas, a convivência, bem como o uso de técnicas de outras áreas de atuação, não só é agregadora, como por vezes essencial para abrir as perspectivas do profissional e capacita-lo com maiores habilidades técnicas para contato com seus públicos de interesse. Ao desenvolver o RP em Pauta, as acadêmicas de Relações públicas do UniRitter, passaram por este processo. Adquiriram novas habilidades e experiências na editoração e produção jornalística e adquiriram novas percepções e habilidades no uso da informação como instrumento de integração e relacionamento com seu público estratégico.
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁICAS
LAGE, Nilson. A reportagem: teoria e técnica de entrevista e pesquisa jornalística. Rio de Janeiro: Record, 2011.

SIMÕES, Roberto Porto. Relações Públicas: Função Política. São Paulo: Summus, 1995.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do jornalismo. A tribo jornalística – uma comunidade interpretativa transnacional. Volume 2. Florianópolis: Insular, 2013.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. São Paulo: Summus, 2003.