penSACOM 2018 discute o tema “Comunicação, conexões e juventudes”

29 de outubro de 2018

O tema “Comunicação, Conexões e Juventudes” guiará as conversas durante a V Conferência do Pensamento Comunicacional Brasileiro (Pensacom Brasil 2018), evento realizado nos dias 10 e 11 de dezembro em São Paulo pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) e pela Cátedra Unesco/Umesp. “O Pensacom tem o intuito de gerar discussões nas fronteiras do conhecimento científico, no contexto da realidade brasileira. O que nos incentivou a pensar no tema deste ano foi a pergunta: como podemos compreender a utilização das comunicações hoje pela juventude?”, afirma o professor Giovandro Ferreira, presidente da Intercom.

Em seus colóquios, apresentações de trabalhos e lançamentos de livros, o Pensacom buscará respostas a esse questionamento a partir do que está sendo pensado pela academia e pela sociedade acerca da relação dos jovens com a comunicação e suas consequências. “A perspectiva é entender o que a comunicação contemporânea gera em termos de novas relações sociais e culturais, novos comportamentos e maneiras de pensar o self, novas formas de articulação e conexão em relação às instituições e à sociedade como um todo”, explica o prof. Giovandro Ferreira.

Segundo ele, é fundamental que o pensamento comunicacional olhe para as periferias das grandes cidades brasileiras, a fim de entender os sistemas de comunicação criados em torno de seus mais diversos movimentos culturais. “São aspectos muito interessantes porque há, nas periferias, diferentes circuitos de informação que muitas vezes a teoria desconhece”, afirma.

“Hoje, parte de nossa sociedade nasceu num momento muito ligado à escrita; outra parte, em um momento ligado ao audiovisual (em especial à televisão, que marcou uma geração); e outra que nasceu com a internet – o que mudou não só a relação com as instituições, no campo político, educacional, religioso, mas mudou também a própria maneira de relacionar, por exemplo a noção de público-privado. Então, é essencial analisar não só esse novo modus operandi, essa nova maneira de se comportar frente à comunicação, mas também a inserção da juventude no meio social”, completa. “Essa busca se dá não só a partir das reflexões feitas na pesquisa, mas também pela abertura a diferentes parcerias, pessoas que trabalham com juventude e comunicação, que vêm reforçar essa reflexão situando-a em nosso contexto. Isso faz parte de uma linha forte da Intercom – que é a linha da folkcomunicação, da comunicação e cidadania e outros tantos grupos –, que no passado surgiu analisando, por exemplo, os repetentistas, as feiras nordestinas, os caipiras no interior de São Paulo etc. Agora o mote é cada vez mais o espaço urbano, sobretudo a periferia, da qual muitas vezes a academia está distante. O Pensacom traz justamente essa aproximação e essa reflexão.”

Clique aqui para conferir a programação preliminar do Pensacom 2018.

CHAMADAS

A chamada de trabalhos para os 9 Grupos de Trabalho (GTs) do Pensacom segue aberta até o dia 5 de novembro. Saiba mais.

Autores interessados em participar das sessões de lançamento de livros têm até o dia 19 de novembro para se inscrever. Para tanto, é necessário preencher a ficha de cadastro ou enviar e-mail para a professora Sonia Regina Cunha para o endereço diretoriafolkcom@gmail.com, apresentando os seguintes dados: informações técnicas (título, autor(es), editora, ano, número de páginas etc.), preço de venda (link da página da editora), resumo (até 10 linhas), imagens (capa, contracapa etc.) e pdf (sumário, introdução etc.).

intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7558
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA