Intercom 2018 terá colóquios internacionais e fórum sobre Comunicação e Trabalho

A Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) vem empenhando esforços para promover o relacionamento entre a comunidade científica brasileira e a estrangeira na área da Comunicação desde sua fundação, em 1977. E esse papel é desempenhado principalmente por meio da organização de eventos multilaterais, bem como pelo apoio à criação e à consolidação de entidades internacionais – como é o caso da Associação Latino-Americana de Investigadores em Comunicação (ALAIC) e de associações de países latino-americanos, ibéricos e lusófonos.

Nesse contexto, o 41º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom 2018) inclui em sua programação dois eventos internacionais: o III Colóquio Latino-Americano de Ciências da Comunicação e o VIII Colóquio Brasil-Estados Unidos de Estudos da Comunicação, ambos realizados na Universidade da Região de Joinville (Univille).

“O papel dos colóquios é fazer um intercâmbio dos temas, das pesquisas e das preocupações científicas dessas comunidades científicas”, afirma a professora Roseli Fígaro (USP), diretora de Relações Internacionais da Intercom. “Os resultados que esse tipo de evento traz para a ciência em cada país participante são evidentes: tira os pesquisadores de seu cotidiano e os coloca em contato com outros pesquisadores do país e do mundo. Há uma troca de bibliografia e de resultados de pesquisa que amplia nosso universo e nossas possibilidades de perguntas.”

O III Fórum Comunicação e Trabalho, no dia 4 de setembro, é outro evento do Intercom 2018 que se propõe a instigar o debate e o intercâmbio – neste caso, entre pesquisadores brasileiros que investigam temáticas relacionadas à comunicação no mundo do trabalho.

Confira mais detalhes sobre os três eventos.

III COLÓQUIO LATINO-AMERICANO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO
A terceira edição do encontro entre pesquisadores latino-americanos promovido pela Intercom será realizada nos dias 2 e 3 de setembro de 2018, com organização da professora Roseli Fígaro – que comandará a sessão de abertura ao lado do presidente da Intercom, professor Giovandro Marcus Ferreira (UFBA).

O colóquio está organizado em três mesas de discussão, que debaterão temas como democracia, autonomia latino-americana e participação popular no panorama local e global da Comunicação. Para tanto, trará nomes importantes das Ciências da Comunicação na América Latina, entre os quais: Raul Fuentes Navarro, da Universidade de Guadalajara (México); Carlos Ossa Swears e Chiara Saéz Baeza, da Universidade do Chile; Gustavo Ramon Cimadevilla, da Universidad Nacional de Río Cuarto (Argentina); e Guillermo Mastrini, da Universidade Nacional de Quilmes (Argentina); além de outros professores de Bolívia, Equador, Uruguai, Chile e Argentina. Entre os convidados brasileiros, estarão Cicilia Peruzzo, da Universidade Metodista de São Paulo e membro do Conselho Curador da Intercom, e Paulo Roberto Figueira Leal, da Universidade Federal de Juiz de Fora e que participa do colóquio pela primeira vez.

“O olhar do Brasil sempre foi, e continua sendo, mais direcionado para a Europa e para os Estados Unidos. Nós precisamos superar essa barreira que existe para a circulação de literatura de pesquisa entre os países da América Latina. Por isso, é muito válido esse esforço da Intercom nos relacionamentos com a América Latina”, avalia a professora Roseli Fígaro. “Estou ansiosa por todas as mesas do colóquio porque, de fato, conseguimos compor um time muito bom.”

VIII COLÓQUIO BRASIL-ESTADOS UNIDOS DE ESTUDOS DA COMUNICAÇÃO
Nos dias 3 e 4 de setembro, os participantes do Intercom 2018 terão a oportunidade de acompanhar os debates entre pesquisadores brasileiros e norte-americanos acerca do tema “Desigualdades, gêneros e comunicação nas Américas: história, cultura e sociedade”. O evento é coordenado conjuntamente pelas professoras Sonia Virgínia Moreira, da Universidade Federal de Juiz de Fora e membro do Conselho Curador da Intercom, e Laura Robinson, da Santa Clara University.

Para a professora Sonia Virgínia Moreira, a coordenação conjunta é fundamental para garantir a participação de pesquisadores de ambos os países e o contínuo intercâmbio entre eles. “O encontro físico no colóquio ocorre a cada dois anos, alternadamente no Brasil e nos Estados Unidos, mas o diálogo continua depois”, afirma a coordenadora brasileira. “O resultado é que, no período entre um colóquio e outro, são gerados vários subprodutos.”

Um bom exemplo dessa continuidade no âmbito do Colóquio Brasil-EUA é o e-book bilíngue “Comunicação, Mídia e Cultura”, a ser lançado durante o Intercom 2018. Fruto de um trabalho coletivo de edição e tradução que levou três anos para ser concluído, o livro reúne 20 textos (dez de cada país) selecionados a partir da produção das edições do colóquio entre os anos de 2004 e 2014. O e-book é uma publicação da Intercom em parceria com a editora da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Esta oitava edição do colóquio terá quatro mesas, com temas que girarão em torno da temática central do congresso Intercom 2018. Os trabalhos serão abertos com uma sessão especial de homenagem ao professor José Marques de Melo, coordenada pelas professoras Anamaria Fadul, conselheira da Intercom, e Sonia Virgínia Moreira. “No Colóquio Brasil-EUA, estamos tentando retraçar os contatos do professor José Marques de Melo com os norte-americanos, que tiveram início nos anos 1960. Apesar de ele ter deixado bastante registro disso, ainda há muitos pontos a serem preenchidos. Temos que escrever sobre isso: trata-se da história das relações Brasil-Estados Unidos, que começou com Marques de Melo”, explica a professora Sonia Virgínia.

III FÓRUM COMUNICAÇÃO E TRABALHO
Coordenado pelo Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho (CPCT), a terceira edição do Fórum Comunicação e Trabalho discutirá as configurações da comunicação no mundo do trabalho (mesa 1) e os desafios do trabalho na comunicação (mesa 3) no dia 4 de setembro. Já a mesa 2 terá a apresentação dos resultados da pesquisa “As relações de comunicação e as condições de produção no trabalho de jornalistas em arranjos econômicos alternativos às corporações de mídia”, realizada pelo CPCT da ECA-USP (coordenado pela professora Roseli Fígaro).

“Comunicação e trabalho não é um tema tão novo – eu trabalho com isso há mais de dez anos. Porém, a comunicação nas relações de trabalho como objeto de pesquisa na área de Ciências da Comunicação é uma novidade. Por isso, acho o Intercom um espaço muito generoso: além de trazer pesquisadores consolidados, abre espaço para jovens pesquisadores, e sobretudo para novos temas”, afirma a professora Roseli Fígaro. “Pesquisar a comunicação no mundo do trabalho é mostrar que, do metalúrgico ao jornalista, a comunicação está presente em todas as etapas do trabalho, e que todas as mudanças tecnológicas impactam fortemente os processos de trabalho.”

Clique aqui para conferir a programação completa do Intercom 2018, que será realizado de 2 a 8 de setembro em Joinville (SC).



intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7558
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA