VI Simpósio Internacional Lavits recebe trabalhos até 15/03

19 de fevereiro de 2019

A Rede Latino-Americana de Estudos sobre Vigilância, Tecnologia e Sociedade (Rede LAVITS), formada por instituições de quatro países latino-americanos (Brasil, Argentina, México e Chile) e um europeu (Bélgica), realiza de 26 a 28 de junho em Salvador (BA) a sexta edição de seu simpósio internacional.

Pesquisadores, artistas e ativistas têm até o dia 15 de março para submeter propostas de trabalhos em sessões temáticas; coordenação de sessões livres; oficinas; e mostras artísticas.

Os resumos para sessões temáticas devem ter até 300 palavras, com três a cinco palavras-chave.

Quem quiser coordenar sessões livres deverá enviar sua proposta descrevendo a temática geral da sessão (até 500 palavras) e os convidados (até 4 apresentações); o coordenador da sessão será o responsável por contatar os convidados e garantir sua presença no evento.

As propostas de oficinas deverão incluir: título da oficina, descrição da oficina (até 300 palavras), público a que está dirigido e requisitos especiais da oficina (projetor, mesas, entre outros).

As propostas de intervenções artísticas devem incluir: título da mostra, formato, descrição (até 300 palavras) e requisitos da mostra.

O formato da apresentação dos resumos e propostas será igual para todas as modalidades (sessões temáticas, sessões livres, oficinas e intervenções artísticas), em fonte 12, espaço entre linhas 1,5, justificado. A proposta deve incluir: título, modalidade, dados do expositor/oficineiro/coordenador (nome completo, filiação institucional, título e e-mail). O cabeçalho da apresentação deve conter: título, dados pessoais e a continuação da descrição ou o resumo, conforme modalidade.

As propostas de trabalho podem ser enviadas em português, espanhol ou inglês, em formato PDF, .doc ou .odt para lavits2019@ufba.br, com “LAVITS_2019” no assunto da mensagem. Em caso de aceite, a data limite de entrega do trabalho completo é 30 de maio.

Entre os temas sugeridos, estão:

  • Vigilância, desigualdades e vulnerabilidades
  • Assimetrias da vigilância: racismo e sexismo
  • Afetos e tecnologias: redes de controle e de insurgência
  • Corpos, técnicas e regimes de (in)visibilidade
  • Arte, estética e políticas da (in)visibilidade
  • Subjetividades e modos de subjetivação na cultura da vigilância
  • Tecnoativismos, feminismos e narrativas (storytelling)
  • Tecnopolíticas do comum: produção, apropriação, extração e resistências
  • Saberes, tecnologias e resistências: ancestralidade e decolonialidade
  • Laboratórios, metodologias de pesquisa e práticas experimentais nos estudos de vigilância
  • Investigação e Intervenção: pesquisa ativista; ficção; simulação; pré-figuração e protótipos
  • Heranças da vigilância e táticas de resistência na América Latina: quilombolas, povos originários, trabalhadoras da terra etc.
  • Movimentos sociais e conflitos: anonimato, criptografia e segurança
  • Comunicação pública sobre vigilância na América Latina: especificidades e desafios
  • Necropolítica, Estado e neoliberalismo: populações, territórios e modos de vida vulneráveis
  • Democracia, exceção e autoritarismo no capitalismo de vigilância
  • Discurso de ódio e desinformação nas redes sociotécnicas
  • Democracia e maquinarias de controle
  • Eleições e Big Data
  • Governamentalidade algorítmica, inteligência artificial e capitalismo maquínico
  • Dados pessoais, comportamentais e psicométricos nas redes sociotécnicas
  • Capitalismo de vigilância, de plataforma e o uso econômico de dados informacionais
  • Trabalho digital global no capitalismo de plataforma e de vigilância
  • Trabalho e automação: controle, regulação, extração, direitos
  • Cidades e territórios: da gestão “inteligente” à militarização do cotidiano
  • Territorialidades subversivas
  • Políticas da verticalidade: drones, satélites e visibilidades de sobrevôo
  • Infraestruturas e hiperobjetos de vigilância e controle

Mais informações no site do evento.

intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7558
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA