GP Comunicação Antirracista e Pensamento Afrodiaspórico prorroga chamada de capítulos para livro sobre ações afirmativas

3 de agosto de 2022

O Grupo de Pesquisa (GP) Comunicação Antirracista e Pensamento Afrodiaspórico da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) prorrogou a chamada de capítulos para o livro “10 anos de ações afirmativas no Brasil: abordagens comunicacionais", organizado em parceria com o Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social. Agora, pesquisadores e pesquisadoras têm até o dia 31 de agosto para enviar artigos. Confira a chamada completa:

PROPOSTA DE LIVRO

TEMA: 10 anos de ações afirmativas no Brasil: abordagens comunicacionais

O GP Comunicação Antirracista e Pensamento Afrodiaspórico da Intercom - Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, foi aprovado no início deste ano e é fruto de uma articulação nacional de pesquisadores/as de todo o país. Uma de suas propostas é a produção de um dossiê, sobre as Políticas de Ações Afirmativas no Brasil uma vez que, passados 10 anos da aprovação das cotas para ampliar o acesso de estudantes negros/as no Ensino Superior, o mecanismo passará por avaliação, ainda em 2022, no Congresso Nacional. O livro pretende fazer uma reflexão interdisciplinar sobre os 10 anos de adoção dessas políticas públicas por meio de 15 artigos.

Para concretizar essa ação, iremos contar com a parceria do Intervozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social, que atua pelo direito humano à comunicação e produz também análises da relação entre mídia e racismo no país. O mecanismo de promoção de equidade e voltado para grupos historicamente excluídos, têm trajetória recente no país e, desde seu início, foi alvo de controvérsias e polêmicas de setores sociais variados, como das elites brasileiras, com ênfase na mídia corporativa e hegemônica. Sendo assim, a reflexão empreendida nesta publicação busca reunir pesquisas que discutam os principais aspectos dos avanços e desafios colocados pela implementação destas políticas, particularmente no que se refere ao acesso ao debate público via meios comunicacionais, a construção do imaginário e o posicionamento dos meios hegemônicos sobre o tema e suas transformações ao longo desta década.

TEMAS SUGERIDOS
Nesse sentido, a proposta é acolher artigos, resenhas e entrevistas que abordem a interface entre sociedade, comunicação e relações raciais a partir de autoras e autores negras e negros e/ou pensadoras e pensadores desde uma perspectiva afrodiaspórica. São bem-vindos temas das políticas públicas e seus desdobramentos, como:

- Ações afirmativas e cotas raciais;

- Ações afirmativas e o questionamento da meritocracia;

- Reparação e justiça social;

- Ações Afirmativas e o conceito de negritude (ressignificação);

- Comunicação antirracista;

- Comunicação Comunitária e o comum;

- Pensamento afrodiaspórico e decolonial;

- Mídia, branquitude e seus privilégios,

- Mídia, racismo e manifestações culturais - dança, estética, cinema, música, religião, ativismo político, política partidária, histórias em quadrinhos etc.;

- Epistemologia do racismo, comunicação e necropolítica, entre outros;

- Racismo ambiental e racismo algorítmico.

EQUIPE
Editor-chefe: Richard Santos
Organizadores: Márcia Guena, Richard Santos, Zilda Martins

Produção: Marcus Vinicius Pereira
Conselho Editorial: Ceres Santos, Andrea Rosendo, Carla Baiense Felix, Aline Braga

Editora: Telha - Pensamento Negro Contemporâneo

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO
Temática: 10 anos de ações afirmativas no Brasil: abordagens comunicacionais

Título provisório do livro: 10 anos de ações afirmativas no Brasil: abordagens comunicacionais

Total de artigos: Quinze textos

CRONOGRAMA:
Período de envio do artigo: de 01 de junho a 31 de agosto de 2022
Avaliação por pares: até 30 de setembro de 2022 (15 dias para cada avaliador/a)
Divulgação dos textos aceitos: até 05 de outubro 2022
Edição: outubro e novembro de 2022
Previsão de lançamento: novembro de 2022

CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE:
Os textos devem ser inéditos na modalidade livro. Caso tenham sido apresentados em congressos, esclarecer em nota de rodapé.
Serão aceitas produções de doutores, doutorandos e mestres. Mestrandos e graduados poderão enviar artigos desde que em coautoria com mestres ou doutores.
Serão priorizados artigos produzidos por pesquisadores e pesquisadoras signatários do GP Comunicação Antirracista e Pensamento Afrodiaspórico.

NORMAS GERAIS:

  • ● Número de páginas: 15 páginas, incluindo as referências (40 mil caracteres com espaço
  • ● Título: Calibre 12 em caixa alta, centralizado, negrito, espaçamento 1,5, em duas linhas, no máximo.
  • ● Nome do autor: enviar duas versões – uma sem identificação e, outra, com identificação.
  • ● Calibre 12 em caixa baixa, abaixo do título, alinhado à direita. No último sobrenome colocar nota de rodapé para identificar: titulação, vínculo com universidade, email de contato.
  • ● Resumo: Calibre 12, justificado, sem parágrafo, espaçamento simples, no máximo 10 linhas (850 caracteres com espaço). Fonte Calibre 12; entrelinhas 1,5; alinhamento justificado, com exceção das citações longas e notas de rodapé onde o espaçamento entre linhas é simples; recuo da primeira linha do parágrafo: 3 cm.
  • ● Intertítulo de capítulo: Calibre 12, negrito, caixa baixa (não enumerar os intertítulos).
  • ● Citação direta (mais de três linhas): Calibre 11, espaçamento simples, margem de 4 cm, justificado, sem aspas, ao final inserir o nome do autor + ano e página (AUTOR, ano, página).
  • ● Citação direta (menos de três linhas): deixar no corpo do texto, inserir aspas e após citação (AUTOR, ano, página).
  • ● Citação indireta: citar autor e ano (Autor, ano).
  • ● Referências: Calibre 11, espaçamento simples, justificado.
  • ● Formato do arquivo: Word (.doc ou .docx).

Observações:

1 – Seguir as normas técnicas da ABNT;

2 – Os artigos recebidos fora da padronização serão desconsiderados;

3 – O livro será composto por artigos de autoria de pesquisadores especialistas, mestres e doutores e estudantes de graduação, desde que seja um artigo conjunto com seus orientadores;

4 – Os artigos devem vir gramaticalmente revisados;

5 – Os/as autores/as arcarão com uma parte dos custos de edição do livro, equivalente a R$150,00 (cento e cinquenta reais) por artigo, o que dará o direito a 3 exemplares impressos por artigo publicado.

Envio de textos e dúvidas: gpcapaintercom@gmail.com

intercom BRIGADEIRO

SÃO PAULO - SP
(11) 91628-5225
AV. BRIG. LUÍS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



HORÁRIO DE ATENDIMENTO:
SEGUNDA A SEXTA-FEIRA, DAS 8H ÀS 12H E DAS 13 ÀS 17H (ATENÇÃO: NOS MESES DE JULHO E AGOSTO NÃO HAVERÁ ATENDIMENTO PRESENCIAL.
ENTRE EM CONTATO POR E-MAIL OU POR TELEFONE. O ATENDIMENTO TELEFÔNICO É DAS 9H ÀS 16H).




Desenvolvido por Kirc Digital - www.kirc.com.br