POR DENTRO DOS GPs: GP COMUNICAÇÃO E CULTURA DIGITAL

6 de agosto de 2019

As relações de consumo e de entretenimento, a socialização on-line e as novas subjetividades contemporâneas estão no centro das discussões realizadas no Grupo de Pesquisa Comunicação e Cultura Digital, um dos 34 Grupos de Pesquisa (GP) articulados no âmbito da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom).

Com 75 trabalhos submetidos neste ano para o 42º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom 2019), a ser realizado de 2 a 7 de setembro na Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém, o GP Comunicação e Cultura Digital tem novidades: acaba de estrear um canal no YouTube e lançará seu primeiro e-book, com artigos selecionados a partir do encontro em Belém.

Dando continuidade à série especial “Por Dentro dos GPs”, o JORNAL INTERCOM conversou por e-mail com a professora Beatriz Polivanov (UFF), que coordena o GP Comunicação e Cultura Digital ao lado do professor Willian Fernandes Araújo (UNISC). Confira.

INFORMAÇÕES BÁSICAS
E-mail: gp.cultura.digital@intercom.org.br
Grupo de e-mail: comunicacao-e-cultura-digital-intercom@googlegroups.com
Grupo de discussão no Facebook: https://www.facebook.com/groups/comcultdigintercom/
Página no Facebook: GPComCultDigIntercom
YouTube: GPCCD Intercom
Twitter: GP_comcultdig
Ementa

HISTÓRICO
O Grupo de Pesquisa Comunicação e Cultura Digital da Intercom foi criado em 2001 como GP Cibercultura, sob coordenação do professor Paulo Vaz (UFRJ). Também coordenaram o GP os professores Simone Pereira de Sá (UFF), Erick Felinto (UERJ), Fátima Régis (UERJ), Alex Primo (UFRGS), Adriana Amaral (Unisinos) e Sandra Montardo (Feevale) – que estão entre os maiores nomes dos estudos de Cibercultura no Brasil.

A mudança de nome se deu em 2017, sob a coordenação de Sandra Montardo, e foi acompanhada também de uma reformulação da ementa, a partir da contribuição de participantes do GP. “As alterações foram relevantes no sentido não apenas de atualizar um termo considerado hoje datado (cibercultura), como também de delimitar de forma mais clara as discussões que fazem parte do escopo do grupo”, explica Beatriz Polivanov. “Um ponto central foi refletir sobre em que medida a cultura digital afeta potencialmente todos os objetos de estudo no campo da Comunicação, de modo que os demais GPs são também atravessados por ela. Podemos pensar, por exemplo, nas mudanças pelas quais o jornalismo tem passado com ferramentas on-line para a produção, circulação e consumo de notícias, no campo dos games, da publicidade, do audiovisual e mesmo das teorias da Comunicação. Nesse sentido, foi importante repensar as especificidades do GP de Comunicação e Cultura Digital, movimento este que se deu também em grupos de trabalho e pesquisa de outros grandes congressos nacionais e internacionais.”

PESQUISADORES
Historicamente, o GP Comunicação e Cultura Digital tem um alto número de participantes nos encontros anuais, sendo um dos que mais recebe submissões. “Em 2019, fomos outra vez o GP com maior número de artigos recebidos (foram 75) e cada trabalho foi avaliado por ao menos dois pareceristas (em alguns casos foram três)”, conta a professora Beatriz Polivanov, acrescentando que foram apresentados 50 em 2018, 78 em 2017 e 67 em 2016. “Isso faz com que tenhamos sempre uma programação intensa, com sessões simultâneas e bastante diversas.”

Embora o perfil dos pesquisadores mude de acordo com a cidade do encontro anual, a grande maioria é das regiões Sudeste e Sul, com alguns participantes do Nordeste, do Norte e do Centro-Oeste do país. “Temos um grande número de pesquisadores mais experientes, o que afeta positivamente desde o processo de seleção dos artigos (todos os nossos pareceristas são doutores) até o debate dos trabalhos, em um ambiente sempre marcado pelo respeito e pela co-construção de conhecimento”, afirma a coordenadora do GP.

Segundo ela, muitos dos 50 trabalhos apresentados no GP em 2018, no congresso realizado em Joinville (SC), foram escritos em coautoria, incluindo 26 eram doutores, 27 doutorandos, sete mestres e 23 mestrandos. ”Temos, ainda, equidade de gênero entre os pesquisadores, que estão vinculados tanto a instituições públicas (federais e estaduais) como privadas”, completa.

ATUAÇÃO E PESQUISA
O GP Comunicação e Cultura Digital está preparando sua primeira obra coletiva, um e-book com trabalhos selecionados do encontro nacional de 2019. Intitulado “Fluxos comunicacionais em redes sociotécnicas: das micro-narrativas ao big data", o livro será organizado pela coordenação do GP (Beatriz Polivanov e Willian Araújo) e pelos professores Caio Oliveira (PUC-MG) e Tarcízio Silva (UFABC).

Outra novidade programada para o Intercom 2019, em Belém, será uma sessão conjunta dos três GPs que compõem a Divisão Temática 5 - Comunicação Multimídia: além do GP Comunicação e Cultura Digital, participarão o GP Conteúdos Digitais e Convergências Tecnológicas e o GP Games. “A sessão abrirá os trabalhos desses três GPs, no dia 4 de setembro, das 14 às 16h, e se intitula ‘Distopias e cultura digital: perspectivas frente ao capitalismo tardio’. Contará com falas dos professores Willian Araújo (nosso vice-coordenador), Alan Angeluci (coordenador do GP Convergências) e Thiago Falcão (do GP Games). Como estou em pós-doutoramento fora do país, irei acompanhar virtualmente”, explica Beatriz Polivanov. “Ao final das três falas iremos abrir espaço para debater com o público. A ideia é que façamos uma reflexão em conjunto sobre, dentre outros aspectos, como as ‘novas’ tecnologias, que, no passado recente, foram tão celebradas por seu potencial de comunicação mais horizontal e plural, trazem hoje desafios complexos, que envolvem agentes humanos e não humanos em um cenário que podemos entender como distópico.”

Sobre o novo canal do GP no YouTube, a coordenadora informa que está a sugestões de conteúdos, que deverá incluir entrevistas e conversas com pesquisadores que estudam diversos aspectos da cultura digital, registros das sessões do GP e novidades sobre o grupo.

LEIA MAIS DA SÉRIE ESPECIAL “POR DENTRO DOS GPs”:

GP Cinema

GP Games

GP Comunicação para a Cidadania

GP Estéticas, Políticas do Corpo e Gêneros

GP Economia Política da Informação, Comunicação e Cultura

GP Teorias do Jornalismo

GP Estudos de Televisão e Televisualidades

Com 34 Grupos de Pesquisa, Intercom contribui para consolidação do campo das Ciências da Comunicação

GP Rádio e Mídia Sonora

GP Comunicação e Esporte

GP Comunicação e Religião

11 Grupos de Pesquisa têm novas coordenações

intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7558
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA